A região norte, como um todo, tem seu clima extremamente influenciado pela floresta amazônica. Na região, o clima predominante é o equatorial. É caracterizado por ser um local quente, úmido e que tem muitas chuvas. O inverno é a estação do ano em que algumas regiões sofrem o efeito da friagem, que causa uma brusca queda de temperatura, como nas cidades de Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC). Por essas características tem uma amplitude térmica muito baixa (amplitude térmica é a variação entre a temperatura máxima e a temperatura mínima). Isso se explica pela presença de calor e de muita água. Essa combinação causa a evaporação; por isso, o ar tende ficar mais úmido. Não à toa, a região norte é a mais úmida do Brasil.

Essas chuvas costumam acontecer no período do mês de dezembro até o de maio, sendo que de junho até novembro é marcado pela falta de chuva. Um fenômeno curioso é que todos os finais de tarde acontecem as chamadas “chuvas de hora certa”, que se formam pelo aumento da temperatura, no início do dia (assim, evaporando mais água e concentrando o vapor em nuvens) e, depois, pela queda da temperatura conforme o dia passa. Essa queda na temperatura, razão do sol já não esquentar como em horários anteriores, força esse vapor a se transformar em chuva. Como esses fenômenos ocorrem todos os dias e, geralmente, no mesmo horário, a chuva fica conhecida como “chuva de hora certa”. Conheça também sobre chuva ácida, ocasionada pela queima de combustíveis fósseis.

A vegetação dessa região é uma das razões pelas quais ela é mais conhecida. Prova disso é que, aproximadamente, 90% da área dessa região é ocupada pela Floresta Amazônica (isso sem considerar a devastação dessa floresta). Tendo uma imensa variedade de espécies dentro da principal floresta do mundo, a vegetação dessa região também apresenta algumas variedades. O que prevalece é a formação de árvores entrelaçadas, largas e altas, chamada de floresta latifoliada equatorial. Também existem mangues (especialmente no litoral), cerrado e campos de hiléia. 

Um exemplo dessa variedade é a mata igapó: tem solo chamado de “terra firme” e não absorve a água das chuvas que caem e, por isso, tem o solo constantemente inundado e tem espécies características dessa área como as plantas jauari e a vitória-régia.

Apesar de ser uma área de proteção ambiental e ser uma maravilha admirada por todo o mundo, a floresta amazônica, suas espécies de árvores e animais estão, vários deles, ameaçados de extinção por conta da devastação dessa floresta. Esse desmatamento ocorre, principalmente, por conta da exploração ilegal que busca madeira para produção de móveis e outros.