Região Norte
Economia
Turismo
Cultura
Clima-Vegetação
Fale Conosco
Mapa do Site

Região Norte



Região Norte
    norteregiao A região norte do Brasil é a maior em extensão territorial, mais precisamente, 659.637,9 km², que corresponde a 42,27%, quase metade do território nacional.  São, mais ou menos, 3.869.637,9 pessoas por todos os sete estados que compõem essa área, sendo que Manaus e Belém, respectivamente, são as mais populosas. Dos habitantes, mais da metade são da cor “parda”. A descendência dessas pessoas é dominada pela mistura dos de alguns povos do Brasil (com a migração de pessoas do sul, sudeste e nordeste brasileiro) e também de portugueses e africanos.

    Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins são as unidades federativas que compõem essa região, que detém a responsabilidade de abrigar a floresta mais importante e rica do mundo: a Floresta Amazônica. É um território que, assim como todo o Brasil, abriga uma mistura de culturas e vem sendo construída por muitos anos. Imigrantes do sul e nordeste do país, além de portugueses africanos e outros povos, são parte do que é a região norte do Brasil.

    A economia representa para o Brasil em torno de 5,05% do PIB nacional. Ao contrário de épocas passadas, a economia da região não se baseia somente no extrativismo. Por décadas, especialmente no início da colonização dessa área, o extrativismo, principalmente o vegetal e o mineral, eram a base da economia, transformando Manaus-AM em uma das cidades mais ricas do Brasil no século XX. O atual momento dessa parte do Brasil é de ter a industrialização e as atividades de pecuária e agricultura como principais modos de enriquecimento. Dos estados, o Pará é o de maior PIB, seguido de Amazonas  e Rondônia. Das cidades, as capitais Manaus e Belém, respectivamente, são as duas de maior circulação de dinheiro da região.

    Crescendo economicamente e tendo muitas riquezas naturais, a região norte tem pontos fortes de turismo, atraindo pessoas do Brasil e do mundo. Especialmente o turismo ecológico ( em que se exploram as riquezas naturais de um local sem prejudicá-la) é bastante feito, principalmente na Amazônia. Também a parte industrial é procurada, tendo a “Zona Franca de Manaus” como referência. Além de tudo isso , há também as ricas manifestações culturais  que são visitadas e que tem o Festival de Parintins como um dos mais fortes atrativos turísticos na parte cultural.

    Essa riqueza cultural está ligada mais uma vez à miscigenação desse povo. Os índios, africanos, portugueses, além dos nordestinos e das pessoas de sul e sudeste levaram um pouco de sua cultural para a região norte. O resultado é uma cultura rica em lendas, festas, comidas típicas e costumes. Além do já citado Festival de Parintins, festas de caráter religiosos, principalmente as religiões cristãs e afros, que estão presentes no popular das cidades turísticas do norte. Muitas lendas conhecidas nacionalmente são de origem dessa região como o mito da iara, saci pererê e o da mula sem cabeça.

    O clima predominante dessa região é o equatorial. Ou seja, tem como característica a alta temperatura, muitas chuvas, clima bastante úmido e, por consequência disso, uma baixa amplitude térmica, que não ultrapassa 3ºC. A formação da vegetação da área está ligada ao clima de calor e chuvas: tem como características àrvores altas, largas e juntas. Em algumas áreas grandes copas de árvores se entrelaçam de forma a bloquear totalmente a luz do sol, tornando essa área mais úmida e escura. Essas condições proporcionam o cenário perfeito para que haja uma grande variedade de insetos e animais. Além de variedade, dá boas condições de procriação e, portanto, uma quantidade alta de animais nessa região.